Menu Fechar

FIP

Contrariando a ideia de rivalidade entre escolas, percussionistas das 7 instituições de ensino superior portuguesas em que é ministrado curso de percussão reúnem-se, num evento inédito, colocando a música em primeiro plano.
Ao longo de três dias e meio, três jovens percussionistas oriundos de cada uma das 7 escolas superiores reúnem-se em septetos preenchidos por alunos das diferentes instituições, para preparar uma nova obra, composta por um compositor português, que terá estreia no evento de encerramento do Festival Itinerante de Percussão (FIP). Ao todo, são três septetos em estreia, cujo trabalho de preparação será orientado por um diferente professor dessas mesmas escolas.
Os quatro professores restantes orientam Master Classes abertas também a alunos do ensino secundário.
Desta forma, juntam-se três grupos distintos de percussionistas: os profissionais que orientam o trabalho, os alunos do ensino superior que se preparam para a vida profissional e os alunos do ensino secundário que procuram uma orientação para a prossecução dos estudos no ensino superior.
No final de cada dia de trabalho, os professores das 7 escolas têm a oportunidade de mostrar o seu trabalho a solo.

Cartaz FIP 2018