Menu Fechar

Vítrea – sob o signo do vidro

Porto | Casa da Música > 16 de Novembro de 2021
Aveiro | DeCA – Universidade > 18 de Novembro de 2021
Lugo | Museo Interactivo da Historia de Lugo > 20 de Novembro

Nuno Aroso
Clamat – colectivo variável

• Inés Badalo (1989) | Glass Landscapes* [2021]

• Cesar Camarero (1962) | 33 maneras de mirar un vaso de água [2006]

• Ângela Lopes (1972) | Au-delà The blue – Pelo outono* [2021]

• Amanda Cole (1979) | Cirrus** [2004]

• João Pedro Oliveira (1959) | In The House of The Glass King [2021]

* estreia absoluta
** estreia europeia

Nuno Aroso (direcção) | Bernardo Cruz | Henrique Ramos | João Pedro Lourenço | Vitória do Bem

© Josep Pasqual Pastor Beltran

O Clamat – colectivo variável dedica-se à nova música para percussão. Entende o concerto como um acto poético, único e irrepetível. Para além do fomento da criação musical dedicada ao grupo, é parte da linha identitária deste projecto a colaboração artística transdisciplinar. Clamat – colectivo variável, é dirigido por Nuno Aroso e agrega alguns dos mais talentosos jovens percussionistas portugueses.

Scroll Up