Menu Fechar

Nuno Coelho

© Elmer de Haas

Vencedor do Concurso Internacional de Direcção de Orquestra de Cadaqués em 2017, Nuno Coelho (Porto, 1989) é actualmente Maestro Convidado da Orquestra Gulbenkian. Além dos vários concertos em Lisboa, durante a temporada 2020-21 irá estrear-se à frente de orquestras como a Dresden Philharmonie, Staatsorchester Hannover, Gavle Symphony, Malmö Symphony, Luxembourg Philharmonic, Residentie Orkest, Antwerp Symphony e Orchestre National de Lille. Em Espanha, volta a trabalhar com a Orquestra Simfònica de Barcelona, Orquesta Sinfónica de Radio y Televisión Española e Orquesta Sinfónica de Galicia.
 
Das temporadas passadas, destacam-se as actuações com a BBC Philharmonic, Hamburg Symphoniker, Beethoven Orchester Bonn, Royal Liverpool Philharmonic, Orquesta Sinfónica de Castilla y Leon e Orchestra del Teatro Regio Torino. Em Fevereiro de 2019, dirigiu um concerto juntamente com Bernard Haitink e a Symphonieorchester des Bayerischen Rundfunks e, durante a temporada de 2018/19, dirigiu inúmeras vezes a Los Angeles Philharmonic enquanto “Dudamel Conducting Fellow”, incluindo uma estreia mundial na série de concertos de música contemporânea da orquestra, “Green Umbrella”.

No repertório operático, dirigiu La Traviata, Cavelleria rusticana, Rusalka e Das Tagebuch der Anne Frank. Foi ainda assistente de Marc Albrecht na produção de Parsifal para a Dutch National Opera. Como “Conducting Fellow” no Festival de Tanglewood, em 2016 e 2017, dirigiu vários concertos com a orquestra do festival, incluindo Sieben Todsünden, de K. Weill.

Maestro Assistente da Nederlands Philharmonisch Orkest entre 2015 e 2017, regressou à orquestra em Julho de 2018 para um concerto no Concertgebouw. No mesmo Verão, participou na masterclass com Daniele Gatti e a Royal Concertgebouw Orchestra. Como maestro assistente, teve ainda oportunidade de trabalhar com Bernard Haitink, Susanna Malkki, Andris Nelsons, Christoph von Dohnányi, Gustavo Dudamel, entre outros.
 
Estudou violino em Klagenfurt e Bruxelas, e direcção de orquestra em Zurique com Johannes Schlaefli. Recebeu o 1º Prémio no Concurso de Direcção do Prémio Jovens Músicos da Antena 2, o “Neeme Järvi Prize” no Festival Menuhin Gstaad e foi finalista no Concurso do Festival de Salzburg para jovens maestros.
Em 2014 foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e em 2015 foi aceite no “Dirigentenforum” do Centro Alemão para a Música, que mais tarde o nomeou para a sua lista de “Conductors of Tomorrow”.

nunocoelhoconductor.com

[última actualização: Abril 2021]

Scroll Up