Menu Fechar

nova música para novos músicos

Na sequência do primeiro conjunto de peças para instrumento solo e electrónica pedidas a nove compositores portugueses, pela Arte no Tempo e o Atelier de Composição, para estreia nos 1os Reencontros de Música Contemporânea, a Arte no Tempo prosseguiu com o projecto Nova Música para Novos Músicos, procurando dotar os jovens em formação de obras contemporâneas adequadas ao seu nível de aprendizagem.
Temos, pois, vindo a fomentar a criação de um conjunto de peças destinadas a ser interpretadas por estudantes de música, com idades compreendidas entre os 6 e os 18 anos de idade (todo o percurso de um conservatório).

O resultado deste projecto traduz-se já em mais do que apenas um conjunto de dezenas de peças para instrumento solo e electrónica e peças para agrupamento e electrónica, disponíveis para qualquer escola, professor ou aluno – são também algumas dezenas os jovens que participaram na estreia das referidas peças (solo e de conjunto), mas serão mais ainda os que as interpretam no contexto das suas escolas e de outras apresentações públicas associadas às mesmas, já que nos últimos tempos nos tem chegado notícia de partituras deste projecto apresentadas em diferentes contextos.

Acreditando-se que, apesar do crescente entusiasmo pela nova música no seio das escolas do ensino artístico especializado de música, o projecto continuará a fazer falta– enquanto potenciador da criação musical destinada a músicos com treino técnico menos avançado, assim como do contacto precoce dos músicos em formação com o repertório para eles criado– prevê-se a sua continuidade por mais alguns anos, não só até que o número de partituras seja generoso, mas também que se torne realidade incontestável o hábito de incluir música com estéticas e técnicas verdadeiramente actuais no plano de estudos dos jovens músicos em formação.

As bienais Aveiro_Síntese e Reencontros de Música Contemporânea, no Teatro Aveirense, são o palco privilegiado para a estreia das peças encomendadas, preparadas com a colaboração dos professores de instrumento das escolas e, depois, em estágio, num trabalho orientado pela equipa da Arte no Tempo. Nesse estágio, participam alunos de diferentes escolas do país, escolas essas que acolhem nas suas próprias instalações actividades, sejam elas oficinas em que se aborde diferentes formas de utilização da electrónica e se faça leituras à primeira vista de algumas das peças, seja antes sob a forma de audições um pouco mais formais, em que diferentes peças das colecções Nova Música para Novos Músicos são interpretadas por diferentes alunos.

As colecções Nova Música para Novos Músicos são editadas e publicadas pela Arte no Tempo, disponibilizando-se os materiais de execução (partituras e ficheiros da electrónica) livres de encargos (sem prejuízo dos procedimentos necessários à regularização de direitos de execução, através das representantes dos autores, quando aplicável).

Scroll Up