Menu Fechar

Música romena no MAN

ElderOliveira

O convidado desta semana em “Música no Museu” é Elder Oliveira. Com ele aprenderemos uma nova perspectiva sobre a música de Iancu Dumitrescu.

Após a 4ª digressão da Orquestra XXI, em que, no passado fim-de-semana, este projecto de músicos portugueses residentes no estrageiro se apresentou em Viseu, Covilhã e Lisboa, com o violoncelista Bruno Borralhinho e o maestro Dinis Sousa, a Arte no Tempo regressa a Aveiro para as sessões de Música no Museu, enquanto prepara a digressão seguinte que, em Setembro próximo, levará novamente o projecto à Casa da Música e à Fundação Calouste Gulbenkian (entre outros locais), com a estreia de uma obra de António Chagas Rosa e duas obras do repertório romântico.

ElderOliveiraNa sessão desta semana, no Museu Arte Nova, o compositor brasileiro Elder Oliveira abordará a música do romeno Iancu Dumitrescu à luz da fenomenologia.
Natural de Rio Grande do Sul e formado pela Universidade Federal de Pelotas, Elder Oliveira frequenta actualmente o Mestrado em Música na Universidade de Aveiro, sob a orientação de Sara Carvalho.
Chegado à Europa em 2013, E. Oliveira teve aulas particulares com o casal de compositores romenos Iancu Dumitrescu e Ana Maria Avram e é na sequência desse contacto privado, e do estudo de textos fornecidos pelo compositor romeno, que se propõe contextualizar a música de Dumitrescu no vanguardismo artístico, estabelecendo uma ponte com a Fenomenologia.
As próximas duas sessões desenrolam-se ainda no âmbito do estabelecimento de relações entre música e filosofia.
Continuaremos no Auditório do Museu Arte Nova, sempre à quinta-feira, às 21h30 (com acesso pela Praça do Peixe).

[a partir do texto que será publicado no Diário de Aveiro de 12 de Março de 2015]

Scroll Up