Menu Fechar

Filipe Lopes

Filipe Lopes (Porto, 1981) doutorou-se em 2016, em Média-Digitais, pela Universidade do Porto. É professor e compositor com fortes afinidades com a música electroacústica e novas tecnologias. Tem desenvolvido trabalho na área da composição de música electroacústica e instalação multimédia, colaborando ainda no âmbito do cinema e teatro. Em 2006, venceu o prémio Melhor Áudio Experimental no Festival Black&White, promovido pela Universidade Católica do Porto e, em 2007, foi compositor residente na Miso Music Portugal (LEC). Em 2012, foi um dos vencedores do prémio Cri.D.A. organizado por Guimarães-Capital Europeia da Cultura. Em 2013, venceu o prémio europeu ECPNM para obras de música electrónica em tempo-real, com uma peça onde usa o software concebido por si “Do Desenho e do Som”, tendo recebido, em 2016, uma distinção no Festival Internacional de Animação de Atenas, pela música original que compôs para a curta metragem Macabre (2015). Entre Setembro de 2010 e Agosto de 2012, liderou o projecto Digitópia na Casa da Música e, entre Setembro de 2015 e Dezembro de 2017, coordenou o serviço educativo da Orquestra Jazz de Matosinhos.
Actualmente, além do trabalho criativo e pedagógico que desenvolve combinando música e novas tecnologias, é professor Adjunto na Escola Superior de Media Artes e Design, investigador integrado no CIPEM/INET-Md e uniMAD.

(última actualização: 2019)

Scroll Up