Menu Fechar

ars ad hoc nos DDM

Após a sua passagem pelo Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu, o ars ad hoc apresenta um programa inteiramente novo, construído em torno do universo beethoveniano.

Respondendo ao desafio lançado por André Cunha Leal (programador dos Dias da Música em Belém), a Arte no Tempo convidou cinco compositores a criar novas obras partindo, de alguma forma, de outras do grande mestre alemão, as quais serão também interpretadas pelo ars ad hoc no mesmo evento. Nesta escolha, estão representadas diferentes gerações, diferentes estéticas e até mesmo diferentes nacionalidades, naturalmente com predominância de autores de nacionalidade portuguesa.

Para um programa em torno da última Sonata para piano op. 111, que será interpretada pelo pianista do ars ad hoc, João Casimiro de Almeida, contou-se com a colaboração de três compositores bem distintos entre si. João Carlos Pinto (1998), o mais novo dos três, compôs para o efeito o seu primeiro quarteto de cordas com electrónica. A norueguesa Kristine Tjøgersen (1982) encontra-se de momento a dar os retoques finais na sua peça para flauta, clarinete, violino e violoncelo, com electrónica e video, composto a partir da mesma sonata de Beethoven, e Carlos Caires (1968) escolheu a formação de viola, violoncelo e piano.
Este programa será apresentado às 20h00 do dia 25 de Abril, na Sala Almada Negreiros do Centro Cultural de Belém, estando os bilhetes já disponíveis na ticketline.

Partindo do igualmente genial Quarteto de cordas op. 133, Große Fuge, Ludger Brümmer (1958) concebeu uma obra acusmática, que será apresentada em apenas 8 canais, enquanto Ricardo Ribeiro (1971) se encontra ainda a trabalhar num novo quarteto de cordas com electrónica. Também para este concerto se encontram os ingressos disponíveis na ticketline.

As cinco novas obras serão escutadas em estreia absoluta nos Dias da Música em Belém. Dessas, os quartetos de cordas serão novamente apresentados um mês depois, no final da bienal Aveiro_Síntese.

ars ad hoc | programas de 25 e 26 de Abril de 2020
Ricardo Carvalho < flauta >
Horácio Ferreira < clarinete >
João Casimiro Almeida < piano >
André Gaio Pereira e Diogo Coelho < violino >
Alice Vaz < viola >
Pedro Vaz < violoncelo >

[10. Março. 2020]

Scroll Up