Menu Fechar

A_S 2022 [c5] N. Aroso & CLAMAT

Quinta-feira, 26 de Maio | 21h30
Teatro Aveirense \ Sala Estúdio

bilheteira •

on and off

CLAMAT – colectivo variável
Nuno Aroso > direcção
Nádia Carvalho e Diana Ferreira > electrónica
Bernardo Cruz, Henrique Ramos, João Pedro Lourenço, Vitória do Bem e Rui Camões > percussão

Programa

Simon Steen-Andersen (1976) | Difficulties Putting it Into Practice [2007, rev. 2014] ca 9’
para quatro músicos

Joanna Bailie (1973) | On and Off 2 [2007] ca 9’
para 3 radios, 3 radio/CD players (6 performers)

Karlheinz Stockhausen (1928 – 2007) | Mikrophonie I [1964-65] ca 25’
para 2 percussionistas e electrónica ao vivo

Cerca de quarenta anos separam as duas peças de Joanna Bailie e de Simon Steen-Andersen da mítica Mikrophonie I, que Karlheinz Stockhausen compôs na década de 60, na qual “frequências normalmente inaudíveis (…) são tornadas audíveis” por um processo “semelhante ao da auscultação de um corpo operada por um médico”; “o microfone é utilizado activamente como um instrumento musical, contrastando com a sua anterior função passiva de reproduzir sons tão fielmente quanto possível”.
Nestas três peças que o CLAMAT (colectivo variável que se estreou precisamente na bienal Aveiro_Síntese, em 2020) traz a Aveiro, a electricidade é apenas mais um instrumento manipulável na produção sonora.