Sérgio Carolino

Publicado em biografias - intérpretes

SCNasceu em Alcobaça em 1973. Começou a estudar tuba aos 11 anos. Após ter frequentado os segundos cursos de aperfeiçoamento musical da Azambuja, entra para a escola de música do Conservatório Nacional de Lisboa, onde estudou com os Professores António Lages e José Augusto Carneiro. Em 1994 foi admitido no Conservatório Superior de Genebra (Suíça), na classe do Professor Pierre Pilloud (Tuba solo da Orquestra da Suisse Romande) e na classe de música de Câmara do Professor Kurt Sturzenegger, onde obteve o diploma profissional com alta classificação.
Fez parte da Orquestra Portuguesa da Juventude, Orquestra Luso–Francesa, Orquestra Luso–Alemã, Orquestra Sinfónica Juvenil, Orquestra do Conservatório Superior de Genebra, Orquestra de sopros da Comunidade Europeia, Orquestra Nacional de sopros dos Templários(onde foi professor responsável pela secção de metais). Com esta última formação tocou o concerto para tuba e banda de Edward Gregson,  sob a Direcção do Maestro António Saiote, em Abril de 1998. Tem colaborado com a Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Nacional do Porto, Orquestra da Fundação Calouste Gulbenkian, Orquestra do Coral Sinfónico de Portugal e o Remix-Ensemble – Casa da Música.
Realizou Master–Classes com os professores Roger Bobo, Michel Godart (Tuba e Serpentão), Pia Bucher, Philippe Legris, David Taylor, Oystein Baadsvik, Thierry Thibault, Mel Culbertson e Anne – Jelle Visser (o qual foi organizador em conjunto com a A.N.S.O.). De 1995 a 1997 fez parte do Swiss Chamber Brass Quintet.
Participou por duas vezes em concursos internacionais de Tuba - Solo – Markneunkirchen (Antiga Alemanha de Leste) em 1996 e Brno (República Checa) em setembro de 2000, onde foi seleccionado após audição de cassete obrigatória.
Foi professor de Tuba e Eufónio nos estágios de aperfeiçoamento Musical da Região Francesa – Haut – Savoie, nos IIIº, IVº, V.º e   VIº Cursos de Verão Jovens Músicos das Caldas da Rainha, no Curso de Páscoa para jovens Músicos na Cidade do Lis de 2001 (Leiria), no 1º e 2º estágios da  Orquestra de Sopros do Oeste (Abril, em Caldas da  Rainha e Setembro em Alcobaça 2001), tendo ainda leccionado de 1997 a 1999 na Escola de Música Gualdim Pais em Tomar.
Em 1993 participou nos IIº Workshop de Jazz de Loures. Ainda na área  do Jazz, trabalhou com o grupo La Compagnie D’ Eustache do trombonista/compositor Suíço Jean – François Bovard, fez parte da Big Band – Jazz Workshop sob a direcção de Robert Sandin, integrado no Festival de Jazz em Agosto – ACARTE da Fundação Calouste Gulbenkian, tendo já tocado ao lado de músicos Naná Sousa Dias, Carlos Bauman, Louis Scavis, entre outros. É membro fundador do grupo de Dixieland Estardalhaço da Geringonça, com o qual gravou o 1º Cd do grupo com o nome de Old Tradition, New Ignition, do Ensemble Português de tubas Tubophonia, e dos Tubophonia Jazz Ensemble – Quinteto Português de metais, fazendo ainda parte do quinteto de metais  Metálica da Orquestra Metropolitana de Lisboa. Como solista actuou em França, Suíça, Alemanha e República Checa. Em Fevereiro de 1999 fez o primeiro recital de Tuba em Portugal com o pianista José João Santos. Ainda em 1999, a convite da Banda da Policia de Segurança Pública, dá uma Master - Class de Tuba, tendo em julho de 2000 actuado como solista, interpretando o concertíssimo para Tuba e Banda do compositor Italiano Corrado Maria Saglieti. Em Maio de 2000, a convite do Orfeão de Leiria, dá um recital de Tuba Solo, integrado no Festival Flores de Música.
No corrente ano destaca-se a sua actuação como solista com a Orquestra Metropolitana de Lisboa (Fevereiro), onde interpretou o Concertino para Tuba e cordas de Jan Koetsier, a participação como solista na sinfonia Vigil para a Orquestra Sinfónica e Quinteto de Metais, do compositor Escocês James MacMillan com a Orquestra Nacional do Porto, sob a Direcção do compositor, um recital de Tuba solo integrado no Festival Flores de Música 2001 em Leiria (Maio).

(última actualização: Dezembro de 2001)