Nuno Aroso

Publicado em biografias - intérpretes

aroso2Reconhecida pela crítica nacional e internacional, a carreira a solo de Nuno Aroso (Porto, 1978) assume um papel central na sua vida artística. Com olhos voltados para a exploração de novas técnicas, de renovados meios instrumentais e de aspectos cénicos inerentes à performance da percussão, Nuno Aroso tem colaborado activamente com inúmeros compositores dos diferentes pontos do globo, resultando dessa colaboração o crescimento de um repertório próprio e idiossincrático, que simultaneamente contribui para o desenvolvimento da percussão enquanto área instrumental e perfomativa.

Tocou em estreia absoluta mais de uma centena de obras e gravou parte deste repertório para três dezenas de edições discográficas. Peter Klatzow, Peter Ablinger, Oscar Bianchi, João Pedro Oliveira, Kumiko Omura, Luís Antunes Pena, Matthew Burnter, Martin Bauer, são alguns dos nomes que tem escrito para Nuno Aroso.

Actua como solista, membro de júri ou professor, nos palcos da percussão e da música contemporânea em Portugal e também em França, Alemanha, Bélgica, Espanha, Itália, Eslovénia, Brasil, China, Tailândia, África do Sul, Argentina, Grécia, Suécia, Inglaterra, Canadá, Bulgária, Tunísia e Escócia, entre outros.

Particularmente motivado para o enriquecimento e renovação das possibilidades do concerto enquanto espectáculo completo e multidisciplinar, desenvolve com frequência relações artisticas com outras disciplinas: Dança, Cinema, Teatro, Literatura.

Os projectos para a próxima temporada incluem a gravação de um documentário (France tv) sobre uma série de projectos temáticos desenvolvidos por Nuno Aroso em variadas formações instrumentais em duo e seus compositores. Dois discos a solo serão lançados e terá início um novo projecto com o quarteto de cordas Béla (França). A solo com este quarteto, apresentando obras em estreia, começará uma digressão americana com início na Argentina. 

Fez os estudos musicais na Escola Profissional de Música de Espinho, ESMAE, Conservatoire National de Strasbourg e Paris. Nuno Aroso é doutorado pela Universidade Católica, com a tese:  "The Gesture’s Narative - Contemporary Music For percussion". É investigador em performance musical no CITAR.

Nuno Aroso lecciona na Universidade do Minho, é artista Adams, artista Zildjian e assina para a Elite Mallets

(última actualização: Março de 2016)