Jorge Ramos

Publicado em biografias - compositores

JorgeRamosJorge F. P. Ramos (Braga, 1995) demonstrou desde cedo especial interesse pela Música. Aos 6 anos de idade ingressou no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga, onde estudou 9 anos de Bombardino/Euphonium, 3 anos de Instrumento de tecla – Piano, 3 anos de segundo instrumento – Percussão e 1 ano de Tuba (2001 - 2013). Em 2010, ingressou no Curso Secundário de Composição na mesma instituição, integrando a classe de composição de André Ruíz e Paulo Bastos, bem como a classe de Paulo Bastos na disciplina de Laboratório de Composição (Música Electrónica).
Em 2013, ingressou na Escola Superior de Música de Lisboa (ESML) onde frequenta o último ano da licenciatura em composição, na classe de António Pinho Vargas.
Em 2013, assistiu ao “Sond’Ar-Te Ensemble 3rd International Forum for Young Composers” com o Sond’Ar-Te Ensemble e os
compositores António de Sousa Dias, Miguel Azguime e Simon Emmerson.
A sua obra Prometheus for Flutes valeu-lhe o 1º Prémio do 1º Concurso de Composição para Flautas Transversais da 2ª Academia de Flauta de Verão, sendo a mesma estreada na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo no âmbito do referido evento.
Em 2015 compôs a sua primeira banda sonora para a curtametragem Eterna Incógnita, realizada por Pedro Pereira. No mesmo ano, dá-se a sua primeira colaboração como compositor na área de dança/teatro musical com a obra Em construção...
Para além dos já citados, tem trabalhado com compositores como Carlos Caires, Carlos Fernandes, João Madureira, Sérgio
Azevedo, José Luís Ferreira, Luigi Abbate e Luís Tinoco.

(última actualização: Março 2016)