António de Sousa Dias em Aveiro

Escrito por editor AnT ligado . Publicado em Blog AnT

Esta noite, o Museu Arte Nova acolhe a quarta sessão do terceiro ciclo Compositores na 1ª pessoa. O convidado é António de Sousa Dias.

SousaDiasAo longo da presente temporada, a Arte no Tempo tem vindo a apresentar um conjunto de compositores portugueses, de alguma forma ligados ao domínio da música electroacústica, dando continuidade ao projecto com que em 2013 iniciou os ciclos temáticos de divulgação, mais ou menos informal, sobre a música do nosso tempo, Omnia Mutantur. O Museu Arte Nova continua a ser o espaço que acolhe estas sessões do entretanto denominado Círculo das 5as, tal como esta noite acontecerá, às 21h30, com António de Sousa Dias.

Professor Associado na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, António de Sousa Dias (Lisboa, 1959) é compositor, artista multimédia e investigador, doutorado em Musicologia e diplomado com o Curso Superior de Composição, dividindo a sua actividade entre os campos da criação, pesquisa e ensino. É autor de música para filmes, documentários e animação, bem como de obras que exploram diversas formações (instrumental, electroacústica e mista) e géneros. A performance e o teatro musical desempenharam também um papel importante no seu percurso.

O seu trabalho de investigação no âmbito da criação musical e em ambientes virtuais tem-no conduzido aos domínios do multimédia, da instalação e da criação visual.

Esta noite, como preparação para outra actividade que o trará de volta a Aveiro no final de Abril (a anunciar oportunamente), a sessão será dedicada à Integração de materiais heterogéneos em contextos de criação musical e transmedia. Através de vários exemplos, Sousa Dias abordará «algumas questões que se colocam em situações de utilização de materiais (musicais ou outros) heterogéneos, dificuldades de integração, soluções e possibilidades, explicitando, também, os seus processos de criação e apresentando algumas ferramentas de trabalho, bem como discutindo os princípios subjacentes ao seu uso.

A entrada para o Museu Arte Nova é feita, à noite, pelo Largo da Praça do Peixe.

No próximo mês, a figura em destaque no ciclo 'Compositores na 1ª pessoa' será o compositor e maestro Pedro Amaral.

[a partir do texto publicado no Diário de Aveiro de 23 de Fevereiro de 2017]