Maria Cristina De Amicis

Publicado em biografias - compositores

5.DeAmicisNascida em L'Aquila, em 1968, M. C. De Amicis estudou composição com Mauro Cardi, música electrónica com Michelangelo Lupone, órgão e composição para órgão com Alessandro Licata, formando-se no Conservatório A. Casella, em L'Aquila.
Desde o início, a sua actividade está direccionada para a composição musical mais avançada, reunindo a informática e experiências tecnológicas no que respeita à análise e processamento de som. Esta abordagem permitiu-lhe alcançar resultados inovadores no campo da orquestração e da concepção musical (Aura - 1994; Ist, la nota d'arresto - 1997; Codice - 1997) e também no campo teatral (L'ultimo nastro di Krapp - 1997).
O seu campo de trabalho, dedicado à música contemporânea e à pesquisa de novas linguagens, completa-se com a sua participação em numerosos workshops e seminários junto de importantes compositores de centros de investigação de universidades especializadas em informática musical.
M. C. De Amicis escreveu artigos e ensaios sobre várias problemáticas da música contemporânea, com especial referência à música que faz uso de sistemas informáticos, a partir da qual surge uma visão integrada das possibilidades expressivas oferecidas pelos instrumentos tradicionais num diálogo com as mais avançadas tecnologias.
Desde 1994, tem tomado conta de conservatórios, universidades e centros de investigação.
Em 1989, fundou, juntamente com o compositor Michelangelo Lupone e com a colaboração de outros músicos e investigadores, o Istituto Gramma (centro de investigação, produção, difusão e didáctica para a música contemporânea), em L'Aquila, tendo assumido a sua direcção artística desde então. Desde 1998, integra o painel de directores da AIMI (Associação Italiana de Informática Musical). É professora de Música Electrónica no Conservatório de Sassari, desde 2001.

(última actualização: Junho 2002)